sábado, 18 de julho de 2009

Eu vi tua alma vagando por ali novamente.


Você pode ver a curva do destino?

Você consegue enxergar as trevas?

Elas estão por perto,

Ouço os passos.

O sol está brilhando para dentro,

ele não clareia mais.

Eu vi tua alma vagando por aqui,

Ela estava ali,

Eu havia visto tudo aquilo denovo,

aquilo que foi, havia passado por mim novamente,

Tua alma estava presa ali.

Teu corpo se distância de mim,

mas tua alma está ligada à minha,

não há como evitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário