sábado, 18 de julho de 2009

Daria tudo por você, minha vida pela sua, não seria nada.

O Céu escureceu
E por trás da neblina
O sol se escondia..
O vidro embaçou
Sua imagem ficou,
Na minha mente
Você se espalhou
Eu daria a minha voz
Para ouvir a sua,
Eu daria meu coração
Para ser dona do seu...
Eu daria meu sangue para ter você
Eu daria tudo por você...
Mas lá se foi você
Junto ao meu sol...
A nuvem ficou em cima da minha cabeça
E a tempestade começou
Cadê você quando eu mais preciso?
Nem o sol pode me aquecer...
A lamina afiadaatravessando
Não sinto nada
Ouço apenas o sangue escorrer
Por aquele corte...
Vou desviando o olhar
Até a visão embaçarE não poder mais me enxergar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário